25/08/2014 16:37:10
Discussões sobre IM ativas na Rede
Olá leitores,

Partilhamos algumas discussões ativas e recentes do nosso grupo de Inteligência de Mercado no Linkedin com contribuição da Daniela R. Teixeira, sócia diretora da Revie.
Acesse em https://www.linkedin.com/groups/Intelig%C3%AAncia-Mercado-Brasil-3704050

Discussão 1
Algumas ferramentas de IM a quem interessar.
Postado por Nilton Nunes Especialista em Inteligência de Mercado

Em http://competia.com/50-competitive-intelligence-analysis-techniques

Comentário sobre Discussão 1: Daniela Ramos Teixeira
Competitive Intelligence Director and Strategist at Revie Inteligência Empresarial; MBA Professor
Um dos grandes desafios do profissional de Inteligência Competitiva é selecionar a(s) técnica(s) de análise mais apropriada(s) diante do escopo do projeto, prazo de entrega, dados e informações disponíveis. Técnicas de análise muito sofisticadas de nada servem se não ajudarem no objetivo principal da IC, ou seja, na tomada de decisão mais rápida e assertiva do executivo.

Discussão 2
Cientista de Dados
Em http://online.wsj.com/news/articles/SB10001424052702304644204580092274230834064?tesla=y&tesla=y
Postado por Nilton Nunes Especialista em Inteligência de Mercado

Comentários sobre Discussão 2:
Nilton Nunes

Claro que a nossa área envolve muito mais do que a gestão de dados, o marketing estratégico anda de mãos dadas com a I.C, em outubro de 2012 (eu acho, não recordo exatamente) a Harvard Business Review fez uma reportagem muito boa sobre essa nova profissão que vai ser o norte de muita empresa. Esse artigo mostra o motivo.

Daniela Ramos Teixeira
Competitive Intelligence Director and Strategist at Revie Inteligência Empresarial; MBA Professor
Oi Nilton, td bem? Fico contente de ver sua contribuição ativa aqui no nosso espaço. Eu ainda não vejo as empresas buscando cientistas de dados no Brasil. Mas é certo que profissionais como os estatísticos e, nós, profissionais da informação teremos mais trabalho com essa "profusão de dados vindos de cliques na internet, máquinas e smartphones" que o artigo cita. E mais: vamos ter que cruzar mais dados e informações internas e externas. Com isso, o que hoje estão chamando de Big Data ganha força, pois vai facilitar essa integração.

Acesse a discussão completa se conectando no nosso grupo do Linkedin e veja os que os especialistas andam falando em https://www.linkedin.com/groups/Intelig%C3%AAncia-Mercado-Brasil-3704050

E você? O que acha? Partilhe a sua opinião no nosso grupo ou nesse espaço!


 

http://revie.com.br/page.php?name=blog&id=205&ano=2014&id=205&ano=2014

Envie seu Comentário

Nome *
E-mail *
Site
Comentário *