25/10/2014 19:31:39
Profissionais bem qualificados estão com dificuldade de arrumar emprego
A Revie Inteligência acompanha o cenário econômico e o mercado de trabalho no Brasil, seja para traçar estratégias para crescer ou para ajudar nossos clientes a crescerem. Afinal, a Inteligência Competitiva serve para agilizar e facilitar a tomada de decisão. Temos que monitorar o mercado:

Um levantamento feito por uma empresa de recrutamento a pedido do Jornal da Globo mostra que, neste ano, as contratações acima de cinco salários mínimos caíram mais de 7,5% na comparação com o mesmo período de 2013. Uma queda bem mais acentuada que a do total de admissões no Brasil, que foi de 1,4%.
Veja a matéria na íntegra logo abaixo.

Profissionais bem qualificados estão com dificuldade de arrumar emprego

Contratações acima de cinco salários mínimos caíram 7,5%.
Queda bem maior que a do total de admissões, que foi de 1,4%.

Edição do dia 22/09/2014
23/09/2014 00h29 - Atualizado em 23/09/2014 00h59

Janaína Lepri São Paulo, SP

Profissionais com alta qualificação são os primeiros a sentir dificuldades de conseguir trabalho devido à estagnação da economia brasileira. As empresas hesitam em contratar profissionais caros e, quando recrutam, o fazem com salários menores do que vinham pagando.
Quinze anos de experiência como publicitária e dezenas de cursos extracurriculares. Ana Carolina mal começou a fazer um MBA e a agência em que trabalhava fechou as portas. Mesmo com todas as qualificações, ela ainda não conseguiu outro emprego.
"A gente aprende, inicialmente, que você tem que investir, estudar e se aprimorar. Isso é exigido, mas isso não é recompensado nem financeiramente nem ultimamente nem com prazer", diz a publicitária Ana Carolina Albuquerque.
A publicitária é o perfil do profissional que tem encontrado mais dificuldade para arrumar um emprego. Gente qualificada e experiente. Vaga até existe, mas para ganhar menos do que se espera com um currículo de primeira.
Um levantamento feito por uma empresa de recrutamento a pedido do Jornal da Globo mostra que, neste ano, as contratações acima de cinco salários mínimos caíram mais de 7,5% na comparação com o mesmo período de 2013. Uma queda bem mais acentuada que a do total de admissões no Brasil, que foi de 1,4%.
O responsável pela pesquisa tem duas explicações para essa diferença. Quando a economia está crescendo pouco, as empresas adiam os investimentos, que incluem contratações mais caras.
Mas, se um vaga estiver em aberto, ou a empresa promove um funcionário ou contrata outro mais barato, para formar dentro da companhia.
Os números do Caged mostraram que os salários de demissão estão crescendo mais que os salários de admissão. Ou seja, quem entra ganha menos do que quem sai.
"Eu acho que a empresa, no final, vai acabar pagando uma conta cara por isso, mas até ela chegar, muita gente está na rua, muita gente está desesperada procurando emprego. Está tentando se achar e está se sujeitando a ganhar menos para poder ganhar alguma coisa", lamenta a publicitária Ana Carolina Albuquerque.
Nos momentos de desaceleração, como o que a gente está vivendo, são oportunos para as empresas equilibrarem as suas folhas de pagamento, fazerem eventuais ajustes, equilíbrios para, depois, voltar à contratação plena na medida em que a economia
voltar a acelerar e as atividades demandarem a contratação
de mais profissionais" analisa Luiz Testa, diretor de pesquisa estratégica da Catho


Fonte: http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2014/09/profissionais-bem-qualificados-estao-com-dificuldade-de-arrumar-emprego.html


E você? Acha que essa situação vai continuar em 2015?


http://revie.com.br/page.php?name=blog&id=208&ano=2014&id=208&ano=2014

Envie seu Comentário

Nome *
E-mail *
Site
Comentário *